28 de jul de 2013

It's (all?) coming back

Essa tristeza é nova. Não se reconheceu no próprio sentimento.

Afinal, com qual papel se identifica? O instante que sempre lhe foge não deixa tempo para ser de fato quem é, com afinco e com afeto.
Que houve de mim ontem senão a morte como é sempre. Eu morri faz pouco tempo. No entanto me vejo aqui de novo. De novo.
De novo. Mas essa tristeza é nova.
E eu não sei bem o porquê ou quanto a quê.

Mas estamos aqui de novo. E pela primeira vez, num certo sentido.
Com uma tristeza nova.

Nenhum comentário:

Postar um comentário