27 de mar de 2012

Homens

  O homem que, neste momento, assiste à televisão, absorvendo todas as suas futilidades e enriquecendo a sua ignorância, tem padrão intelectual idêntico ao daquele governante tão insultado pelo mesmo homem. Todos possuem a mesma carga cultural. A ignorância redunda por nosso país, por toda a hierarquia, em todas as classes. Um indivíduo que não sabe o significado da sigla ENEM é um senador*, e este é apenas mais um exemplo.
  O homem que não faz outra coisa a não ser reclamar da política de nosso país, se tivesse a oportunidade, faria a mesma politicagem. O que todos querem é poder.
  Não há diferença mental entre o rico e o pobre das massas alienadas, são todos uns impossibilitados mentalmente. Não há culpado, nem o político, nem o eleitor. Não são todos iguais, mas estão todos iguais. Aqueles que têm um pouco de conhecimento não sabem o que fazer com o pouco de conhecimento que têm. O que eles querem é ganhar esse jogo de poder.
 
  Ignorantes votam em ignorante. Ignorantes governam ignorantes. O mercado cresce, e o estado perde a sua relevância.

  Platão, eu concordo contigo. Por que não colocamos um pensador nos governar? Estaríamos prontos para um nova ideologia. Um liberalismo aristocrático, sem extremos, sem despotismo. Crescimento social em conjunto com o espiritual. Platão, eu também sei ser utópica.

 * Informação retirada de uma entrevista jornalística.

2 comentários:

  1. Bem interesssante o texto..

    ***
    Patrícia Araújo - Colaboradora do Café de Fita

    ResponderExcluir
  2. Nossa indignação não basta, é necessário a coerência do nosso pensamento com nossas ações , da ai podemos fazer grandes coisas, coisas reais, de qualquer forma é muito bom saber que ainda tem gente que se atinge com essas barbáries, as vezes o mundo parece tão insensível consigo mesmo... Obrigado pela visita lá no meu blog, volte sempre... =*

    ResponderExcluir