5 de fev de 2012

Tropicália

  Deve ser uma espécie de lei odiar ser brasileiro quando não se gosta de calor, carnaval, pagode; quando não se vive por futebol; quando se tem ciência de toda a corrupção; quando é um pouquinho mais cultuado do que a maioria, etc. etc. Deve ser um tipo de lei... a qual eu não cumpro.
  Ouvindo Caetano, Chico, samba raíz, é impossível odiar esse país. Música Popular Brasileira, é algo que faz estrangeiros se apaixonarem pelo Brasil. Não é só mulher. Não é só futebol. É muito mais. O problema é que os próprios brasileiros parecem não enxergar isso.
  Não sou ufanista muito menos patriota. Mas tenho fé que um dia as coisas mudem. Sou tropicalista, brasileira, sim, senhor.

Viva a bossa, sa, sa

Viva a palhoça, ça, ça, ça, ça

O monumento é de papel crepom e prata
Os olhos verdes da mulata
A cabeleira esconde atrás da verde mata
O luar do sertão

(...)
Viva Maria, ia, ia
Viva a Bahia, ia, ia, ia, ia
(...)
Viva Iracema, ma, ma
Viva Ipanema, ma, ma, ma, ma
(...)
(Caetano Veloso)


  Todo país tem algo ruim. Todo país tem algo bom. E assim é o Brasil. Nem melhor, nem pior. Como todos e como tudo. Odiá-lo? É mesmo possível?

Um comentário:

  1. Sim,o texto inteiro "A Arte de ser só" é meu.
    Na época, recebi um elogio de um editor da Super Interessante por esse texto.
    Fiquei extremamente feliz, só que desde que venho de uma decepção amorosa, desde o fim do ano, não consigo emplacar em nada, e não estou pensando bem.
    Parece que minha cabeça está meio abatida.
    E sobre o comentário, é que tinha caído na caixa de Spam, desculpe minha falta de atenção.
    Obrigado pelo comentário, mas discordo, não sou sábio.
    Sou uma pessoa que consegue escrever coisas bonitas.
    Só que assim "Sou apaixonado por palavras, mas eu amo atitudes".
    Consegui suprir a minha paixão, mas em relação ao meu amor, tudo está meio vago.
    Obrigado pela visita, por comentários assim, fico feliz, e me da cada vez mais motivação para escrever.
    Vou ler o seu post agora oO

    ResponderExcluir