15 de fev de 2012

Meu Mestre da Loucura

  Tô rasgando a pele, com as unhas da mão mesmo, pra arrancar o pulmão, é que respirar tá doendo, tá difícil, não tô suportando. Quero um oco aqui dentro, um espaço pro vazio.
  Tá tudo vazio, o mais difícil já passou E aí eu olhei pra você de um jeito meio maluco, psicopata mesmo. Você não entendeu nada. É que assim eu te vejo. Endoideci pra me parecer contigo, pra chegar perto inconscientemente. É que você sempre foi assim, doido. Eu sempre te disse "olha, eu acho que você é louco ou anda bebendo demais!" E me respondia "pode ser."
  Tá tudo certo agora, tá tudo muito bem, só acho que você não acredita, e não sabe que já há nenhum controle sobre mim. Ninguém possui o controle agora.
  Eu tô dizendo pra todo mundo que tô ficando louca, e tu acha que alguém acredita? Acham que é tudo drama meu quando digo que preciso de ajuda. Help please. Vai ver é o seu trágico jeito de ser habitando em mim.
  Mas é que dói ver que tá tudo bem contigo. E que tá tudo bem comigo - e tá tudo tão bem que é engraçado; inacreditavelmente engraçado; dolorosamente engraçado.
  Não sei mais o que dizer. Não sei como finalizar esta carta. Não sei como finalizar você aqui dentro, permanecendo de alguma forma perturbadora. Mas acho que têm coisas que por mais que a gente esqueça, supere, sempre permanecem de alguma forma. Boa, meu jeito otimista acredita. Já que tudo foi uma espécie de loucura boa. Acho que um ponto final definitivo seria útil agora. Um simples ponto final

Um comentário:

  1. É, dói qdo é difícil esqcer. Bem, a palavra certa n é esqcer,pois nada é esqcido é apenas guardado num canto escondido e empuerado da nossa mente junto com tudo akilo que ficou no passado... Boa loucura essa! curti ;D

    http://pedacos-de-pensamentos.blogspot.com/

    ResponderExcluir