12 de jul de 2011

Dog days are over

  Eu sinto o cheiro do dia que se inicia, abro a janela com uma esperança no rosto. Eu pensei que já não fosse capaz de sorrir, então sinto meu riso através do espelho, havia esquecido de como isso poderia ser bom - sorri pelo simples motivo de sentir o sol e saber que se vive bem assim. Eu vivo, eu amo, eu vivo. A felicidade toma conta novamente, eu vou a qualquer lugar sem me mover, essa é a minha viagem perfeita.
   As minhas sensações tremem em espasmos contínuos, meu corpo é a prova disso. A minha alma grita, grita, como quem dança subjetivamente, minha alma é tão objetiva. O transeunte caminha pela rua, sorrindo, ele já está sabendo. O sol brilha como nunca, ele também sabe. E os meus olhos avisam a todo meu mundo com todos os meus eus: pode sair, pode sair, todos já estão sabendo - os dias terríveis se foram. Os dias terríveis se foram! Viva, viva, viva, viva, viva de novo, como um dia você viveu. Os dias terríveis se foram. Devolva-se seu amor.
  Felicidade pula no ar, pulsa no sangue, vaga no mar. Vagar no mar, essa é a nossa chance. Levo-lhe pela mão, os dias terríveis se foram, é a nossa chance. Devolva-me todo seu amor. Conte para seus irmãos e para seus pais que hoje os dias terríveis se foram. Viva como sempre, viva como a vida lhe exige que viva.
  Os dias terríveis se foram e eu percebi grande mudança ao fitar meu reflexo no espelho. Quanta diferença. Os dias terríveis se foram, e agora tudo se transfigurou. Os dias terríveis se foram, e eu não sou o que era antes, agora eu possuo marcas cicatrizadas de todos os cortes cruelmente profundos. Ser um ser vagando no mar me fez ver tudo do avesso e o avesso é muito mais bonito. Agora eu voltei para terra firme. E pasmo - no entanto um pasmo de alegria - nada é como foi um dia. Aceito a brusca mudança, eu só não quero esquecer-me do que fui ontem.
  Os dias terríveis se foram.

2 comentários:

  1. Os dias terríveis vão, estão. Vivem aqui como coisa passageira e vão embora, dão lugar para o pouquinho de loucura do amor, para momentos comezinhos, fáceis de capturar felicidade, alegria irradiante. Mais belo que a letra da música é a sua interpretação, é o que que cabe na vida de cada um, o que se encaixa e transforma. Os dias terríveis se foram e sempre irão.

    p.s: na postagem áurea que por sinal foi a última, você captou com perfeição o que quis expressar, gosto dessa conexão, desse entendimento. É bom sentir isso.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Oi Pamela!
    ahshashashahs tá maluca? Acha que eu colocaria aquela orcaria? Crepúsculo nem deveria se chamar devampiro e sim de fadas complexadas. ohohohohohoh (pessoa que odeia crepúsculo mode eternamente on).
    bjs

    ResponderExcluir