1 de abr de 2011

Nictofobia

  Despertei subitamente, a escuridão pegou-me de surpresa; por extinto eu dei um pulo da cama e comecei a tatear a parede, procurando acender alguma luz - algo raro, pois o escuro tinha o poder de me deixar completamente paralisada - porém não achei nenhum sinal de qualquer interruptor.

  O meu quarto, de repente, tornou-se enorme e eu não consegui mais achar a minha cama. Andando em círculos, naquele lugar repleto de breu, acabei perdendo meu equilíbrio e vi-me no chão. Já não podia levantar. A escuridão tragava-me e eu via-me mergulhando ainda mais no desespero. Eu sentia-me engolida, imóvel, pasma.

  Então, dispersei-me de mim e penetrei pouco a pouco na atmosfera, fosse pelo desespero ou por súbita coragem, que seja, tornei-me uma nuvem negra. E lá do alto, eu vi emergir da escuridão meu próprio corpo afogado, como uma alma alheia. De modo absurdo não me assustei. Era apenas eu observando-me de outro patamar e ridicularizando meu próprio medo. Ó que tolo é o medo da escuridão. Como nuvem, eu não precisaria mais de medo nem de emoção alguma. Vagar pelo ar, sem ter no que pensar, era só o que eu queria. Contudo, o que fazer com meu corpo lá embaixo temendo o escuro, refletindo o pavor nos olhos? Não podia matar-me, deixei-me, então, para trás. No meio do caminho fundi-me com outras nuvens - éramos todas apenas o mesmo céu transformando-se em tempestade. Eis que me lembrei, o eu lá debaixo também tinha problema com tempestades.

  O dia, por fim, chegou claro e as nuvens foram embora. Eu acordei do mesmo modo do qual adormeci, porém confusa, sem saber o que era eu, realmente. Senti o cheiro de morango exalando de minha roupa e reconheci-me ao ver as manchas de caneta em minhas mãos - sim, sou eu mesma.

2 comentários:

  1. Quando eu era mais nova, morria de medo do escuro (hoje em dia tenho só um pouquinho haha).
    E os seus textos me impressionam a cada dia, você consegue transformar uma coisa simples numa coisa incrível. Confesso que até imaginei a cena ... isso sempre me acontece quando leio seus textos :)

    Parabéns *--*

    ResponderExcluir
  2. Isso é que é uma viagem proveitosa!
    Bjoo!!

    ResponderExcluir