14 de mai de 2011

Don't stop believing

  Os sonhos surgem em meio às tempestades quando contemplamos as estrelas taciturnos, com a visão confusa, pelos olhos ensanguentados de dor. Assim, com a alma coberta por manchas, sonhamos. Viajamos por pastos verdejantes, céus infinitos e todo além. Vemo-nos aléns e vivos e fortes quando olhamos uma vista e sonhamos. E uma estrela sussurra-nos ao longe: Não deixe de acreditar. E essa frase persegue-nos pelo resto da noite e as visões tornam-se imensamente belas, apesar da dor. Pequenas palavras de pequenas estrelas fazem toda a diferença. Olhamos para o lado, não vemos nenhum deus, nenhum amor que se diga digno; vemos, sim, fé em nada. Entretanto, existem esses mínimos astros que deixam com seu brilho curto, porém gigante a fim de paz, que iluminam toda vista de toda janela de imensa escuridão, que há no outro lado. E tudo fica bem, os segundos crescem, tornando-se horas, dias e séculos. E tudo fica bem. Por todas estrelas e continuamos a vê-las mesmo depois de completarem sua jornada. Elas se vão e continuam aqui, por nós. Dentro de nós. Não há como voltar no tempo, mas no tempo eterno elas permanecem, por nós. E ontem, quando nada tinha a brilhar aonde quer que olhássemos, tivemos um tempo nublado e triste em todo intrínseco e nosso casulo fechara-se completamente. Por fim percebemos o quanto nossa vida necessita de esplendor, para começarmos e recomeçarmos todo dia, de hora em hora. E precisamos e podemos e fazemos o que sozinhos não conseguiríamos. A chama grita, ilumina e se faz visível, real e verdadeira. O fogo arde, o corpo queima e agradecemos por isso, por sentir de novo, por encontrarmos a força que precisávamos para rasgar o casulo. Não deixe de acreditar, dizem-nos o tempo todo e mesmo quando ignoramos, não deixamos de acreditar. Porque, mesmo que nada seja real, nessa vida não podemos deixar de acreditar.

Um comentário:

  1. Passando para agradecer o comentário no OzMose!

    Muito bom o BLog, com ótimos textos!

    Equipe OzMose
    www.ozmosecerebral.com.br

    ResponderExcluir